Miséria não é uma fatalidade

Os princípios básicos para apoiar as pessoas que vivem na pobreza Antes de entrar para o programa de alfabetização, a minha vida tinha um gosto amargo. Como não sabia os números, para poder acordar meus filhos para irem para a escola tinha que me fiar na posição do sol. Vendia ovos no mercado e tinha que pedir ao meu marido para contar quanto... Saiba mais

« Fazendo valer os direitos humanos das pessoas que vivem na pobreza extrema »

‘‘Todos nós devemos trabalhar juntos para promover os direitos das pessoas que vivem na pobreza extrema e garantir que suas vozes sejam ouvidas e sua dignidade respeitada.  ’’ Magdalena Sepúlveda Carmona, Relatora Especial das Nações Unidas para Pobreza Extrema e Direitos Humanos (2008-2014). Em 2012, o Conselho de... Saiba mais

Ousar a participação dos mais excluídos, é modificar, todos juntos, o futuro

Por esse mundo fora, cada vez ouvimos mais pessoas em situação de grande pobreza que nos dizem, como um habitante do Burquina Faso : “Mesmo vivendo numa extrema pobreza, cada pessoa tem ideias. Se essas ideias não forem reconhecidas, as pessoas vão-se enterrando cada vez mais na pobreza.” Cada ser humano, quaisquer que sejam as suas... Saiba mais

Carta aos Amigos do Mundo - especial para o 17 de Outubro 2017

Caros Amigos, Temos o prazer de lhes enviar esta Carta aos Amigos do Mundo « especial 17 de OUTUBRO ». No dia 17 de OUTUBRO de 1987, reuniram-se 100 000 pessoas na Praça dos Direitos Humanos e do Cidadão, o Trocadéro de Paris, para responder ao Apelo à Ação lançado por Joseph Wresinski e gravado numa laje comemorativa : No dia... Saiba mais

Com a minha bicicleta azul

É por necessidade que saímos de casa, quando não há outra hipótese. Bem gostaria de acordar de manhã sabendo onde trabalhar. Antes, eu trabalhava e era bom ter um pagamento fixo. Mas agora, com a crise, para os que não têm diploma, é praticamente impossível arranjar trabalho. Recebo uma ajuda social, mas não chega para a gente viver.... Saiba mais

Carta aos Amigos do Mundo - especial para o 17 de Outubro 2016

Caros Amigos, Celebraremos em 2017 o trigésimo aniversário do apelo de Joseph Wresinski e, desde já, em outubro deste ano, vimos convidá-los para uma mobilização excepcional. Desde que, em 1992, o 17 de OUTUBRO foi reconhecido pela ONU como Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, as coisas já avançaram bastante. Em setembro de... Saiba mais

O « muro da vergonha »

Em Portugal, famílias ciganas derrubam o “muro da vergonha“ que as isolou quase uma década num “gueto“, o Bairro das Pedreiras. O muro materializava a separação da mais numerosa comunidade cigana de Beja do resto da sociedade alentejana. Com cerca de 100 metros de extensão por quase 3 metros de altura, o muro fora... Saiba mais

Um Centro para os jovens

Mati é uma ONG que trabalha a norte do Bangladesh desde 1997, com o objetivo de unir todas as forças, energias e amor humanos para o combate universal contra a pobreza e por uma vida na qual todas as pessoas sejam reconhecidas com a sua dignidade própria. Leiam abaixo como foi a abertura do seu Centro para os Jovens de Mimensingh. O... Saiba mais

Yayo eza yayo te

O Padre Peter E. acompanha, de segunda à sexta-feira, um certo número de jovens num Centro de Formação em Mahagi. Passa todos os sábados na prisão com “os seus irmãos feridos“, por vezes com alguns jovens do Centro. A prisão é um mundo com os olhos cheios de lágrimas. Na prisão vemos outra realidade da vida humana que sofre lá... Saiba mais

Ainda não perdi a esperança

Chamo-me Méra e venho da ilha de Anjouan, nas Comores. Tenho uma mulher e 3 filhos. Cheguei a Maiote em 1994, com 20 anos. Vim para Maiote para tentar ter uma vida melhor. Até hoje ainda não consegui, mas ainda não perdi a esperança. Como não tenho papéis oficiais, não consigo arranjar um verdadeiro emprego. Mas arranjo uns biscates aqui e ali... Saiba mais