O Fórum por um Mundo sem Miséria pede a cada um que enriqueça este espaço com as suas descobertas, experiências e perguntas. Participando neste diálogo, cada um afirma a sua convicção e certeza de que este apoio mútuo permitirá destruir a miséria.

Artigo enviado por Anselmo Prudêncio do EAPN de Beja

Monforte é uma localidade do distrito de Portalegre. É pequena, pacata e acolhedora. Veem-se poucas pessoas na rua, as casas estão todas fechadas. O calor também é o que se espera daquelas bandas, não estivessem mais de 30 graus e até estranhávamos. As casas são brancas, caiadas de amarelo e azul, no centro da vila há uma praça simpática e na... Ler mais

uma viagem de uma EQUIPE ITINERANTE

Relato de uma viagem de uma EQUIPE ITINERANTE (enviado por Paco Almenar) Eram cinco da manhã e íamos partir quando caiu uma chuva torrencial e tivemos que esperar que ela parasse. Acabamos por partir e começamos a nossa subida do rio Tauhamanu; navegamos até às 17h30. Paramos e o condutor do barco disse : “Aqui é que vamos dormir”.... Ler mais

O que conta é o nosso empenho

Joseph Wresinski nasceu em 1917, em França, num bairro pobre da cidade de Angers, numa família sem recursos, onde muito cedo conheceu a injustiça e a violência da extrema pobreza. Em 1957, fundou com as famílias duma favela da região parisiense o que veio a ser o Movimento ATD Quarto Mundo. Desde então nunca mais deixou de ir à procura... Ler mais
Traduzido em:

Deixem as nossas crianças serem crianças !

FFLIC (Families and Friends of Louisiana’s Incarcerated Children) é uma associação animada por pais cujo objetivo é abolir a trajetória que leva da escola à cadeia e reformar o sistema judiciário infantil. Em Nova-Orleães, há 15 anos, muitas famílias fizeram uma marcha debaixo de chuva até ao tribunal para crianças. Queriam ser... Ler mais
Traduzido em:

Com a minha bicicleta azul

É por necessidade que saímos de casa, quando não há outra hipótese. Bem gostaria de acordar de manhã sabendo onde trabalhar. Antes, eu trabalhava e era bom ter um pagamento fixo. Mas agora, com a crise, para os que não têm diploma, é praticamente impossível arranjar trabalho. Recebo uma ajuda social, mas não chega para a gente viver.... Ler mais
Traduzido em: