Tema para 2021
Building Forward Together: Ending Persistent Poverty, Respecting all People and our Planet

On this page you will find:

  • Testimonies: messages from people living in extreme poverty,...
  • Presentation: the meaning of the Day, its spirit,...
  • Highlights: activities, messages, significant gestures,...
  • Contactem-nos: for any question related to October 17.
  • Toolbox: poster, concept note, documents of reference, videos,...

Selecione um país para ver o que aconteceu nos anos anteriores

Leiria - Sexta 17 Outubro 2014 - Dia Mundial para a Erradicação da Pobreza

Conte-nos como foi o evento

No dia 17 de outubro, todos os alunos da EB Santa Catarina da Serra (Agrupamento de Escolas Caranguejeira-Santa Catarina da Serra) assinalaram o Dia Mundial para Erradicação da Pobreza.

No intervalo das 10h30, os alunos concentram-se junto à entrada da escola e lembraram que a pobreza existe mas que eles querem ela termine de modo a que todos tenham acesso aos cuidados e bens básicos e necessários para dar dignidade à vida humana. 

Os alunos leram um manifesto antipobreza, escutaram músicas cantadas pelo alunos do 9º ano, plantaram a árvore da luz e todos trouxeram um alimento para ar a uma instituição de solidariedade social.

Foram minutos e seriedade e de silêncio lembrando as pessoas que morrem vítimas do flagelo da pobreza

Um momento inesquecível que ficará guardado para sempre nas nossas memórias e na história da escola. 

Mais informações sobre o modo como decorreu a  atividade pode r consultada no facebook da Escola Santa Catarina da Serra -facebook.com/pages/Aescs.

Erradicar a pobreza

Descrição do evento

Estamos conscientes de que é com pequenos gestos do homem que a humanidade dá grandes passos, por isso, assinalamos este dia na escola, com a seguinte atividade que se realiza no Intervalo da manhã, pelas 10h30.

Atividade:

- leitura de um manifesto contra a pobreza no mundo, realizado pelos alunos do 9º ano;

- 1 minuto de silêncio por todas as pessoas que são as vítimas da pobreza;

- plantação da árvore, simbolizando o alimento que deve chegar a todos com equidade;

-Momento musical a cargo de alguns alunos da escola.

Tragam uma peça de roupa escura (camisa, camisola, t-shirt) de modo a mostrar que estamos de luto por todas as pessoas que são vítimas do flagelo da pobreza e tragam um alimento para ser doado a uma instituição de solidariedade social.

Com isto, dizemos ao mundo que somos a geração que luta para erradicar a pobreza, para viver num mundo sem miséria!

Rua do Desportivo Escola EB Santa Catarina da Serra
Leiria
Portugal

Cartaxo - Sexta 17 Outubro 2014 - Levanta-te e partilha!

Conte-nos como foi o evento

Os alunos de EMRC do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo convidaram toda a comunidade educativa a concentrar-se no pátio de entrada da escola para, juntos, manifestarem a sua vontade em mudar um mundo com graves assimetrias sociais. No intervalo entre as 10.00 e as 10.20h, foi feita uma encenação por alunos do 10.ºA de EMRC, seguida da leitura do manifesto preparado pela Oikos. Este gesto foi acompanhado dum ato simbólico de partilha: quem quis trouxe 1LL (litro de leite). Conseguiu-se um total de 215 litros, que foram entregues às Conferências de São Vicente de Paulo da paróquia do Cartaxo para distribuição a famílias carenciadas.

Um gesto simbólico de partilha e comunhão na luta contra a pobreza.

Obrigado a quantos participaram, em especial os alunos de EMRC.

Descrição do evento

A comunidade escolar do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo levanta-se contra a pobreza partilhando com os mais necessitados da sua comunidade um alimento fundamental - o leite. Cada pessoa é convidada a partilhar um litro de leite. Celebramos também o dia da alimentação. 

José Ribeiro da Costa Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo
Cartaxo
Portugal

Porto - Sexta 17 Outubro 2014 - A POBREZA MATA!

Conte-nos como foi o evento

Enquadramento desta Mensagem

Desde Outubro de 2013, um grupo de organizações não-governamentais e personalidades a título individual 1 que desenvolvem a sua atuação no domínio da luta contra a Pobreza e Exclusão Social ,vem refletindo conjuntamente sobre a necessidade de desenhar uma estratégia nacional de erradicação da Pobreza. Este período de reflexão deu origem a um primeiro documento-base que, durante os próximos meses ficará disponível para uma participação mais alargada (para a qual irão ser promovidas diversas ações), no sentido de envolver a sociedade portuguesa nesta tão importante reflexão, procurando ir o mais longe possível na construção dos necessários consensos em torno de uma estratégia que deverá ser capaz de modelar um programa de Governo para o médio e longo prazo. Após esse período de discussão pública, encetar-se-ão contatos com os partidos políticos e com o Parlamento Nacional tendo em vista, encontrar, também aqui, os imprescindíveis consensos e compromissos para uma estratégia que terá obrigatoriamente que ser integrada, multissectorial e adaptada às diferentes características do território e dos públicos afetados por este fenómeno. Esta mensagem, propositadamente divulgada hoje – Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza -, é uma síntese da contextualização desta estratégia e uma primeira ação de sensibilização pública para os principais aspetos dessa estratégia.

1Ȁ, Alcides Monteiro, Alfredo Bruto da Costa, Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local - ANIMAR, Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação, Caritas Portuguesa, Carlos Farinha Rodrigues, Centro de Estudos para a Intervenção Social, O Companheiro, Cruz Vermelha Portuguesa, EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza, Elza Chambel, Fernanda Rodrigues, Francisco Branco, Instituto de Apoio à Criança, José Pereirinha, Maria Joaquina Madeira, Maria Manuela Silva, Pedro Hespanha e Sérgio Aires.

Descrição do evento

17 DE OUTUBRO

DIA INTERNACIONAL PARA A ERRADICAÇÃO DA POBREZA

A POBREZA MATA!

Porto
Portugal

Mirantão, Bociana de Minas-MG - Sexta 17 Outubro 2014 - Dia Mundial pela Erradicação da Miséria

17 de outubro:

Dia Mundial pela Erradicação da Miséria.

Definindo ações coletivas que visam a garantia de vida plena e dignidade de todos.

 

Para celebrar o Dia Mundial pela Erradicação da Miséria, o Movimento ATD Quarto Mundo no brasil estará organizando um encontro com os seguintes objetivos:  

  • Construir pontes, desfazer barreiras e criar espaços de convivências entre pessoas dos mais diversos contextos sócio-econômicos e culturais;

  • Permitir que pessoas que vivem diariamente as consequências da extrema desigualdade social no Brasil, nas comunidades ribeirinhas, indígenas, quilombolas, no campo, nas favelas, nas ruas das cidades e outras pessoas que acreditam num mundo sem miséria possam se encontrar, refletir sobre suas realidades, compartilhar suas experiências e ampliar sua visão, criando redes de cooperação e atuação.

  • Ajudar a definir o papel do Movimento ATD Quarto Mundo no Brasil e assumir juntos as estratégias para seu fortalecimento, inclusive institucional;

  • Promover o encontro e a troca de saberes entre os participantes e a comunidade local.

  • #ffffff">Trazer à memória o que produz esperança para afirmação de novos rumos, promovendo seminário/momento de celebração, mística, intercâmbio e reflexão sobre os Direitos Humanos e ainda, mobilizar os diversos movimentos, coletivos e instituições que atuam na defesa dos Direitos Humanos.

O encontro será de 15 a 19 de outubro e no dia 18, sábado, haverá um dia cultural aberto ao público na vila de Mirantão, Bociana de Minas-MG

Mirantão, Bociana de Minas-MG
Brasil

São Paulo - Sexta 17 Outubro 2014 - São Paulo promove evento no Dia Internacional de Combate à Pobreza

Rogerio Hamam, secretário de Desenvolvimento Social, apresentará resultados do São Paulo Solidário - programa estadual de promoção da mobilidade social

O secretário estadual de Desenvolvimento Social, Rogerio Hamam, participará no dia 17/10, sexta-feira, de evento alusivo ao Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza. A cerimônia será às 10h, no Salão dos Pratos – Palácio dos Bandeirantes (Avenida Morumbi, 4500).

Na ocasião, serão apresentados resultados do Programa São Paulo Solidário, que já mapeou 538 municípios paulistas (83,4% dos municípios paulistas), localizando as famílias que vivem em situação de pobreza multidimensional e incluindo-as na rede socioassistencial.

Em 1992, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou 17 de outubro como o “Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza”. Desde então, numerosos países, Estados e municípios, membros da sociedade civil e do setor privado têm reconhecido a importância da data. Nunca abandonemos ningúem” é o tema escolhido para 2014. No Estado, o lema do Programa São Paulo Solidário, lançado em 2011, é a frase do governador Geraldo Alckmin: “Nenhum paulista será deixado para trás”, o que demonstra sinergia com os propósitos do movimento mundial.

Além disso, “acabar com a fome e a miséria” é o primeiro dos Oito Objetivos do Milênio estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2000, meta que deverá ser atingida por todos os países até 2015. O Governo do Estado vem contribuindo com a redução dos números apontados pelo IBGE (Censo de 2000), quando havia 1.084.000 pessoas, o equivalente a 300 mil famílias paulistas em situação de extrema pobreza. O Programa envolve ações de 11 Secretarias, tendo o Desenvolvimento Social a coordenadora da iniciativa.

Para o São Paulo Solidário, a superação da extrema pobreza vai além da questão econômica. É necessário identificar as privações da população vulnerável e, junto com ela, construir caminhos que promovam a mobilidade social, o acesso às políticas públicas, a inclusão produtiva e, consequentemente, a melhoria do seu padrão de vida.

Programa São Paulo Solidário

O São Paulo Solidário é uma iniciativa do Governo do Estado para a superação da extrema pobreza que conta com a parceria dos municípios. O Programa visa garantir a mobilidade social de todos os paulistas em situação de miséria. Ou seja, aqueles cidadãos que apresentam privações graves nas áreas de Educação, Saúde e Padrão de Vida, de acordo com o Índice de Pobreza Multidimensional (IPM) da ONU.

Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, o programa tem ações articuladas com diversas Secretarias como Educação, Saúde, Emprego e Relações do Trabalho, Habitação, Gestão Pública, Saneamento e Recursos Hídricos, e Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.

O Programa está estruturado em três eixos: a localização das famílias por meio da Busca Ativa; a organização dos dados resultando no diagnóstico, chamado Retrato Social; e a responsabilização efetiva de cada uma delas na superação de suas privações socioeconômicas, com a assinatura da Agenda da Família Paulista. Com o Compromisso Paulista, o Estado garante apoio real para a superação das privações, a partir de investimentos pontuais nas cidades beneficiadas, de acordo com os Planos de Superação da Pobreza apresentado pelas prefeituras parceiras e aprovados pelos Conselhos Municipais de Assistência Social.

O São Paulo Solidário já mapeou 97 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano (2012), 441 municípios do interior (2013) e pretende que em 2015 o Estado seja totalmente mapeado com a realização da Busca Ativa das 107 cidades das Regiões Metropolitanas de São Paulo, Baixada Santista e Campinas, além de municípios remanescentes das fases anteriores.

SERVIÇO:

Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza – São Paulo Solidário

Data: 17/10, às 10h

Local: Salão dos Pratos – Palácio dos Bandeirantes

Endereço: Avenida Morumbi, 4500

Renata Gobatti

Assessoria de Imprensa

Secretaria de Desenvolvimento Social

(11) 2763-8323/8131

Avenida Morumbi, 4500 - São Paulo/SP
São Paulo
Brasil