Uma nova humanidade, sem miséria, vai surgindo
image_oiseau_pt.jpg
Carta aos Amigos do Mundo 95

“ Os mais pobres dizem-nos muitas vezes : a maior desgraça dos homens não é ter fome, não é não saber ler, nem sequer é estar desempregado. O pior de tudo, é saber que todos nos acham uma nulidade, é contar tão pouco para os outros que todos ignoram o nosso sofrimento.” dizia Joseph Wresinski, fundador do Movimento ATD Quarto Mundo.

O Dia Mundial da Erradicação da Miséria gira em torno de todas as pessoas que enfrentam a violência da miséria, infligida pelas privações e pelo desprezo ; em torno de todas as pessoas que os conflitos, a seca ou as inundações vão expulsando de uma lugar para outro.

As nossas sociedades privam-se a si próprias da experiência daqueles cujo quotidiano é feito de resistência, de coragem e de paciência, dessa experiência que nos ajudará a descobrir os caminhos que apagarão as nossas divisões e nos trarão a paz.

Madame Louise da República Democrática do Congo explica : “No nosso Movimento não há dinheiro, mas é lá que se encontra aquela inteligência que nos pode ajudar a sair da miséria, todos juntos. Chamo por alguém e digo-lhe : “Levanta-te, tens força para isso”. Levo-o comigo, ensino-lhe a carregar com os fardos da vida como eu faço, e continuamos juntos a trabalhar. No ATD, fazemos tudo para que ninguém fique para trás.” Este combate da Madame Louise em prol do reconhecimento da dignidade de todos, é também travado em muitos outros lugares.

Neste mundo, há milhares de pessoas com experiência da grande pobreza, acompanhadas por funcionários, por pessoas que intervêm nos lugares onde vivem os excluídos, por universitários... E todos têm refletido juntos, num intercâmbio de saberes. Os seus trabalhos influenciaram os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, através dos quais os Chefes de Estado se comprometeram a trabalhar a favor de um desenvolvimento que "não deixe ninguém de lado".

Este combate alimenta a nossa esperança e ajuda-nos na nossa mobilização.

Há ainda um longo caminho a percorrer para libertar o mundo da miséria. Joseph Wresinski pôs-nos em movimento com determinação. Como ele, continuamos a acreditar que “uma nova humanidade, sem miséria, vai surgindo, porque nós queremos firmemente que assim seja.”

Isabelle Perrin,
Delegada Geral
do Movimento Internacional ATD Quarto Mundo