Um belo exemplo de solidariedade : a "combite"
combite_haiti.jpg

No Haiti, a maioria da população vive da agricultura. Com a deterioração dos solos e a mudança climática, a terra dá cada vez menos e os camponeses ficam cada vez mais pobres... Mas eles praticam um tipo de solidariedade que se chama "combite".

A combite é uma forma de solidariedade que existe num grupo de pessoas que resolvem fazer juntas trabalhos que uma só nunca poderia fazer. Há dois estatutos possíveis : associado ou trabalhador... Todos trabalham para todos. A pessoa que acolhe a combite do dia, talvez não trabalhe nesse dia, mas tem que dar de comer e beber aos trabalhadores.

A combite é usada para muitas coisas : lavrar a terra, fazer as colheitas, construir estradas e casas, apoiar alguém que perdeu um familiar...

Para terem coragem, as pessoas cantam e dançam... nada melhor para arranjar amigos ! Até a capital do Haiti teve as suas combites para limpar os escombros depois do sismo de 12 de janeiro de 2010.

Numa aldeia próxima do lugar onde nasci, foi a combite que quebrou o isolamento da população. Os camponeses não ganhavam praticamente
nada com o que colhiam porque tinham de caminhar durante mais de duas horas para chegarem à estrada mais próxima. Um belo dia, todos os habitantes se reuniram e um deles teve a ideia de propor a combite como solução para fazer uma estrada. A decisão foi aceite por todos. Cada um se dispôs a trabalhar e a partilhar a comida que tinha com os membros da combite. Foi assim que, após dois meses de trabalho, conseguiram construir uma estrada bastante grande para permitir a passagem de camiões que transportassem as colheitas.

Com a combite, o trabalho realiza-se muitíssimo mais depressa e toda a dimensão comunitária é realçada. O "fazer em conjunto" e o espírito de unidade estão presentes. Sem esse costume, a agricultura do Haiti, teria ainda mais dificuldades, já que nem todos os camponeses têm a possibilidade de pagar a trabalhadores e de comprar sementes.

Trata-se de um exemplo concreto do "têt ansanm" (cabeças juntas) para superar problemas, pois conseguimos fazê-lo todos juntos.

Saint Jean L., Haïti

Palavras-chave :