Plataforma de Apoio aos Refugiados
montage.png

A Plataforma de Apoio aos Refugiados encontra-se na Grécia com três objetivos, entre os quais perceber razões da lentidão do processo de distribuição dos refugiados e procurar vias de apoio.

A visita à Grécia, um dos cenários principais da crise dos refugiados, visa tentar compreender da melhor forma possível, o que está a ser feito no terreno e qual será a melhor forma de contribuir para uma melhoria do funcionamento do programa de recolocação de refugiados.

O número de refugiados que chegaram a países europeus no âmbito do programa de recolocação é extremamente reduzido, uma vez que, dos 160 mil que a Europa se comprometeu a recolocar ao longo de dois anos, chegaram apenas 470, dos quais Portugal recebeu 24.

Outro dos objetivos desta deslocação tem a ver com o apoio que poderá vir a ser dado à semelhança do que foi feito para o Líbano. A ideia da Plataforma é constituir para a Grécia uma linha de ajuda para apoiar muitas ONG que estão no terreno.

Para Rui Marques, Coordenador da PAR, terceira dimensão desta visita, “também muito importante no contexto político em que vivemos é a manifestação de solidariedades aos gregos, sobretudo a um povo e às suas instituições”. Povo que tem sido chamado segundo Rui Marques “a um esforço enorme e que o tem feito de uma forma muito generosa”.