Associação lusa vende quadros pintados por deficientes
afh_300.jpg

Os nossos amigos do EAPN de Beja pedem-nos para divulgar o seguinte :

Associação lusa vende quadros pintados por deficientes

Quarta-feira, 03 de Dezembro de 2014

Comemora-se, esta quarta-feira, o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência e, em Portugal, há mais um motivo para celebrar: nasceu, há cerca de 15 dias, uma nova associação que promove a venda de quadros pintados por cidadãos com deficiência e que tem como objetivo explorar os seus talentos.
 
A associação "HeArt" surgiu por iniciativa de Sofia Perestrelo, a sua atual presidente e fundadora, depois de, há um ano, ter visitado a Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidades (CERCI) de Cascais e ter encontrado "um grupo com um talento enorme, com artistas muito interessantes e obras fantásticas".
 
"Achámos que fazia sentido que a sociedade pudesse ter oportunidade de as ver, apreciar e até de as ter em casa", explicou Sofia Perestrelo em entrevista à agência Lusa, dizendo ter ficado, naquele momento, convencida de que o mesmo talento encontrado na CERCI Cascais existiria, também, no resto do país.
 
"Como as instituições não estão preparadas para o trabalho de comercialização e promoção, fazia todo o sentido a existência da associação", justificou a responsável, esclarecendo que o projeto tem como propósito principal promover a inclusão social através da arte e
incentivar artistas com deficiência a divulgar, promover e comercializar os seus trabalhos.
 
As obras podem ser aquiridas através do site oficial da "HeArt", em http://www.heart.pt, onde é possível ver o catálogo "com os quadros que existem, comprar e, depois, receber o quadro em casa, dentro de oito a 12 dias úteis", esclareceu Sofia Perestrelo.
 
Em apenas 15 dias de funcionamento, o site já recebeu 7 mil visualizações, a loja "online" somou cerca de 1.700 visitas e, mais importante, a associação já conseguiu vender um total de 21 quadros no valor de 1.200 euros.
 
As receitas das vendas são divididas entre as instituições, o autor da pintura e a "HeArt", que utiliza a sua parcela para os custos operacionais e para o desenvolvimento de projetos paralelos como a organização de "workshops", a constituição de residências artísticas ou a promoção de exposições.

Exposições e internacionalização no horizonte
 
Por enquanto, a "HeArt" apenas comercializa pinturas, mas o objetivo de Sofia Perestrelo é expandir a oferta a outras expressões artistas, bem como alargar o projeto a todo o país e fazer, no próximo ano, uma exposição com artistas reconhecidos e os artistas "HeArt".
 
Além disso, a associação querer tentar a internacionalização através de parcerias com associações com projetos semelhantes em São Francisco, nos Estados Unidos da América, e no Reino Unido.

Fonte: http://www.boasnoticias.pt/noticias_Associação-lusa-vende-quadros-pintados-por-deficientes_21834.html?page=0