As comunidades podem sair da pobreza sozinhas.
shed_213.jpg
Carta aos Amigos do Mundo 82

Village Care Iniciatives (VCI) é uma ONG que trabalha na Serra Leoa com grupos locais e com certas aldeias sobre os meios necessários para que eles possam sair da pobreza sozinhos. Esses grupos são constituídos por agricultores, pescadores e comerciantes.

Quatro aldeias já criaram laços importantes entre elas que poderão constituir um primeiro passo para a fundação de associações englobando vários grupos. Essas aldeias lançaram projetos em comum, dividem entre si os mantimentos e as sementes doados. Também trocam conselhos e tentam gerir os recursos dos bancos alimentares comunitários e os projetos de desenvolvimento. O número de adesões foi aumentando após a fundação porque os membros da comunidade constataram que o trabalho em grupo é uma fonte de benefícios.

A produção agrícola continua sendo a principal fonte de recursos para os grupos da VCI. Contudo, houve uma mudança : a cultura do amendoim diminuiu bastante, enquanto a cultura do arroz aumentou. Paralelamente, o rendimento do fabrico do sabão baixou muito, por causa dum custo de produção bastante elevado, do alargamento da zona produtiva e também porque as mulheres que o fabricam têm muitas dificuldades para irem buscar os ingredientes necessários e para vender o que produzem.

A farinha de mandioca continua a render bem. Continua-se a utilizar a mesma máquina para ralar as raízes que foi comprada por um dos grupos. As pessoas que tinham sido formadas fazem regularmente a manutenção da máquina e cada grupo traz a gasolina de que precisa. Outras atividades como as hortas, a pesca, a caça e o artesanato (tapetes, cestas, chapéus) têm vindo enriquecer o mercado local. As comunidades gostariam de alargar a sua rede comercial mas têm problemas logísticos e poucos contatos.

Os grupos investem os seus benefícios em projetos muito variados, maioritariamente consagrados ao desenvolvimento comunitário e subsidiados pela VCI. Um dos grupos fabricou suportes para pôr a louça a escorrer e introduziu panos de algodão na aldeia utilizando os meios locais ; outro grupo foi contratado para consertar um poço e outros para arranjarem estradas. O poço em questão ajudou a reduzir o trabalho das mulheres e crianças que, por vezes têm que caminhar vários quilómetros para irem buscar água na estação da seca.

SHED J., SERRA LEOA

Palavras-chave :