“Tudo surgiu graças a uma vida partilhada e nada graças a uma teoria”
photo_montage_madagascar.jpg
Carta aos Amigos do Mundo 92

“Tudo surgiu graças a uma vida partilhada e nada graças a uma teoria”1
 

Num bairro de Tananarive, inundado pelas recentes tempestades, estávamos refletindo com outros membros do Movimento sobre os nossos projetos e ações comuns : o que será mais importante ? Por onde começar ? Mas eis que o Senhor Joseph entra na conversa “O mais importante é a criatividade”. Ora, a sua opinião deu-nos vontade de aprofundar : “Explique-nos o que quer dizer.” E ele explicou : Há uma dezena de anos, apesar de todos os seus esforços, a vida era terrivelmente difícil para ele e sua família. Foi então que, com a ajuda de alguns vizinhos, de voluntários do ATD Quarto Mundo e de outros parceiros, ele contribuiu para criar a MMM, uma cooperativa para erradicar a fome e a miséria, onde se aprendia e trabalhava em conjunto : “No princípio, reuníamo-nos durante meio dia por semana, tentávamos fabricar coisas para vender ; depois passou a ser um dia inteiro ; depois dois... Não sabíamos bem o que era preciso fazer, procurávamos, tentávamos, aprendíamos, estávamos juntos...”. Perante a miséria, só se podem abrir caminhos para o futuro criando laços, num pé de igualdade, pondo em comum a nossa coragem e inteligência.

Neste outono de 2015, o mundo está em vésperas de datas importantes : em setembro, a Cimeira dos Nações Unidas vai fixar os Objetivos para um Desenvolvimento Sustentável até 2030 e, em dezembro, haverá a Conferência de Paris sobre o Clima. As pessoas responsáveis e implicadas na vida política, cultural, espiritual e social já se vão mobilizando por esse mundo fora. Questionam-se sobre as orientações a seguir, sobre as ações prioritárias dos próximos 15 anos. São questões importantes e difíceis. Mas... será que em todos esses debates haverá um espaço onde a opinião de Senhor Joseph se possa exprimir ?

Se começássemos por nos associar realmente com os que resistem cada dia à grande pobreza e aos efeitos negativos das mudanças climáticas que eles são os primeiros a sofrer, poderíamos então ser mais criativos para responder aos grandes desafios atuais. E é também esse o convite da ONU para o próximo 17 de Outubro2 .

Isabelle Perrin, Delegada Geral do Movimento Internacional ATD Quarto Mundo
 

1. Joseph Wresinski.
2. Nota explicativa sobre o tema :« Construir um futuro sustentável unindo-se para acabar com a pobreza e a discriminação ».